Açúcar e Diabetes: o Perigo Esta na Produção Aumentada de Insulina

(Last Updated On: December 5, 2017)

O consumo de açúcar aumenta a insulina que por sua vez agrava a diabetes


 

H

á quem acredite que o consumo de açúcar não é nocivo para diabéticos, e as associações de saúde apoiam essa postura. Há até aqueles que insistem o açúcar ser um nutriente importante e necessário. Mas o açúcar refinado não contém nenhum nutriente.

Carboidratos e o açúcar

Existe também a tendência em achar que o carboidrato é um alimento indispensável à vida. Carboidratos como a farinha de trigo e o arroz simplesmente transformam-se em açúcar assim que são ingeridos.

A relação entre o açúcar e a diabetes

Sabemos hoje que a principal causa da diabetes tipo II é o excesso de insulina no sangue. O que finalmente gera o diabetes é a exposição sem parar a insulina. Montes e montes de insulina durante um longo tempo. Recebemos este excesso de insulina pela ingestão exagerada de açúcar, e tudo aquilo que se torna açúcar. O problema é uma faca de dois gumes: não só ingerimos uma infinidade de carboidratos que viram açúcar, mas ingerimos eles adicionando açúcar. Wow. O resultado é um banho de insulina.

A insulina tem duas funções principais: a armazenar gordura. Assim que você come açúcar, uma porcentagem é armazenada como gordura. É tipo um imposto cobrado na fonte. A outra é possibilitar que a glicose seja utilizada pelas células. O resultado final dentre aqueles como susceptibilidade genética para a diabetes é: células que se tornam resistentes a insulina, ou um pâncreas que não consegue mais produzir suficiente insulina. Mas não só diabéticos são afetados.

A postura da  Associação Americana da Diabetes (ADA)

Isso é importante porque em grande parte os padrões da medicina são formados por essas instituições. A ADA manda a mensagem errada quando diz que o açúcar não causa diabetes. O argumento é que o açúcar não causa diabetes diretamente, portanto, é perfeitamente saudável. Eles dizem que o açúcar só contribui para a obesidade e outros problemas e estes por sua vez leva a diabetes. Que tipo de mensagem é essa? Isto é como dizer que os cigarros não causam câncer; é a fumaça que produzem que o faz.

É importante notar que os padrões de dieta para a diabetes adotados mundialmente são diretamente influenciado pela ADA. Uma pequena alteração nesses padrões podem provocar mudanças mundiais. A boa notícia é que estas mudanças já estão começando a ocorrer e a ADA dá sinais de que uma dieta rica em carboidratos e açucares não é mais o ideal.

 As listas dos mitos

As listas de mitos estão em toda parte na internet. Muitas delas tem o apoio de médicos e instituições de porte. A maioria dessas listas parece dizer as mesmas coisas quanto ao açúcar. Estas mesmas fontes também recomendam os carboidratos afirmando que são as únicas fontes de energia que podemos usar. Dizem que se você não se alimenta de uma porção de carboidratos o tempo todo, não terá energia.

Isso em parte é o que dita as normas da nossa cultura alimentar atual. Comemos em média 70% de carboidratos na nossa dieta. Ou seja, 70% das nossas calorias vem de carboidratos. Todos esses carboidrato seja ele simples ou complexo se transforma em açúcar ou glicose. Simplesmente é como comermos açúcar o tempo todo. Pães, grãos, massas, biscoitos, bolos, docinhos, pasteizinhos, farinhas, e tudo mais que é carboidrato vira açúcar.

Todas as pessoas são afetadas pelo excessos de insulina. O consumo excessivo da glicose leva à inflamação sistêmica que é a origem de todas as doenças, como a cardiovascular, arterial, obesidade, doença hepática, doença renal, Alzheimer e, finalmente, diabetes

 O que você pode fazer

O primeiro passo é saber que você não vai morrer se não comer carboidratos. As células são capazes de produzir energia de muitos fontes. Nós podemos produzir energia da gordura, o que é muito mais eficiente. Temos feito isso por milhões de anos. No nosso passado remoto  o homem caçava no inverno e comia frutas e sementes (carboidratos) no verão. No verão, toda a gordura era armazenada pela ingestão de tantos carboidratos . No inverno nós queimamos a gordura armazenada para a energia e correr atrás de animais; e que teve um monte de energia.

Hoje sentamos no sofá ou escritório e vivemos e ingerimos carboidratos o tempo todo. Estamos armazenando gorduras para um inverno ou período de escassez que nunca virá. Com a nossa dieta de quase 80% carboidratos e regados a açúcar. Isso só nos leva às doenças metabólicas como a diabetes. Vamos simplificar: o diabetes não é uma doença como qualquer outra, mas o culminar de vários processos inflamatórios que levam à doenças e em especial àqueles que tem a propensão ou a genética desfavorável.

Coma uma dieta rica em gorduras e menos carboidratos. Para ser exato 70% de suas calorias devem vir de gorduras, o resto, de proteínas e carboidratos. Não importa o tipo de carboidratos que você come. No final, tudo irá transformar-se em glucose de uma forma ou de outra. O que importa é a fração. Isto é: 70% de gorduras para 30% de carboidratos e proteínas .

Nem todas as gorduras são iguais

Quando as pessoas ouvem que comer gordura é bom correm pra geladeira e começam a comer de tudo. Batata frita, bolo, frituras. Não. As gorduras boas são:

  • ovos
  • carne com banha
  • peixes com gordura tipo o salmão
  • óleo de oliva
  • óleo de coco
  • azeite de dendê
  • nozes, queijo
  • leite integral
  • manteiga natural
  • salame

As gorduras que você deve evitar que são quimicamente instáveis e provocam oxidação causando inflamação sistêmica:

  • margarina
  • óleo de soja
  • óleo de milho
  • qualquer óleo hidrogenado vegetal
  • frituras
  • substitutos de manteiga

 

Referências

  1. Papel potencial de açúcar (frutose) na epidemia de hipertensão, obesidade e síndrome metabólica, diabetes, doença renal, doença cardiovascular1 e? 3
  2. O papel do stress oxidativo no desenvolvimento de complicações da diabetes
  3. O possível papel das bebidas adoçadas com açúcar na etiologia da obesidade: uma revisão das evidências
  4. Bebidas adoçadas com açúcar, obesidade, diabetes mellitus tipo 2 e doença cardiovascular Risco

 

Imagem: flickr.com

Comments

comments

In Category: DIABETES BRASIL

Marcos Taquechel

Marcos is an RN. Thanks for stopping by and reading my posts. I hope you are able to get something useful out of this blog. Take good care of yourself and don’t worry about anything until you have something to worry about.

Show 0 Comments
No comments yet. Be the first.

Leave a Comment